Monday, December 31, 2007

A de número 70 vem no último diade 2007.

"Os chineses dão duro mesmo".

Você almoça.

Depois você decide entrar na internet pra ver o mundo, noticias locais, internacionais, da banda que gosta, dos temas que gosta, enifm fazer a digestão lendo um pouquinho. Daí você acaba discutindo.

Uma discussão que você não deseja, que você não queria nem de longe. Afinal está implícito no seu ser que hoje é o ultimo dia do ano, você quer paz nele, quer um clima suíço para tudo terminar bem e começar melhor ainda.

De verdade; Não acredito nisso, é tudo uma superstição idiota. Mas além do que acho, quero que tudo aconteça bem. Não pelo dia, mas sim pelo meu bem estar.

É foda acontecer. Mas acontece.

Sinto muito.

Depois você conversa com uma amiga sua, ela é gente fina demais. Muito bom conversar com ela. De repente você volta a você e ver o quanto está fudido de uma gripe escrota.

Enfim isso foi um resumo do resumo pós-almoço.

Feliz 2008.

Foto; Exemplo dos esforço chinês.

Music Non Stop: Radiohead - In Rainbows; Hail to the Thief.

Wednesday, December 19, 2007

"Tá no meu fotolog!"

- Bati umas fotos massa hoje, dei uns titulos interessantes pra elas, ficou irado!
- Foi?
- E o melhor cara, econtrei aquele escritor que tá sempre andando por ai, aproveite e bati umas fotos com ele, o cara detona! Coloquei no meu fotolog, olha lá depois.
- Foi mesmo? Que emoção!
- Cara... é muit massa bater foto, quero ser fotografo.
- É? Legal.
- Pegar uns ângulos inovadores, fazer fotos que ninguem nunca fez saca? Usar luzes estranhas, mexer no photoshop algumas, vai ficar irado!
- Será?
- Vai cara... tu vai ver, qualquer dia tou num jornal.
- Legal.
- E outra cara, quero escrever uns textos colocar no meu fotolog, relacionar com as fotos que faço, e tals... Massa né?
- Demais.

Opa!

Hooker With a Penis - TooL (eu devia colar essa letra inteira)

" Well now I've got some advice for you, little buddy.
Before you point your finger you should know that I'm the man,
and if I'm the man, then you're the man, and he's the man as well
so you can point that fuckin' finger up your aaaaaaaaaaass!"

Thursday, December 13, 2007

Se não fosse por isso, eu não comeria.


`Sgt. Baker is name!`

- Rita amor!!!! A menina já sabe o que é isso??
- E ela não aprendeu a ler não?
- PQP!!! Ela já tá lendo?
- Tá querido!
- Mas já?! Muito Nova. Coisa chata!

Esse é o problema.

Music Non Stop: PRIMUS - Here Come the Bastards - Sealing the Seas of Cheese
Foto: Les Claypool do PRIMUS

Friday, December 07, 2007

O que sobrou pra mim?

Enquanto o momento não chega, resolvi sangrar pela mesma ferida.

Music Non Stop: Weird Fishes/Arpeggi - Radiohead

Thursday, December 06, 2007

I'm waiting for the Day...


"Wouldn't it be nice..."

Droga! Que engarrafamento é esse?! Será que aconteceu alguma coisa? Difícil saber. Essa música é massa, pqp! Porrada! – POSSO ENTRAR?! Aqui entro antes, porque chegar até a rua lá vai ser foda. Deve ter tido uma batida, esse horário nunca está assim, engarrafado desse jeito. Esse bairro ta ficando de lascar. Pooorra! Ainda bem que o semestre ta acabando... Sério... Vai chegar 2009 e esse ano não termina. Esse mês de novembro deve ter tido uns 60 dias. Lento. Cheio de trabalho e prova. Professor inventado visita a não sei o que. Só pode ter tido um acidente, cara faz dez minutos que não saio do canto. Que absurdo! Vou colocar o Niggytardust, esse CD ta muito bom. Os caras são... – Que esse cara tá querendo fazer ein? Buzinar não vai adiantar companheiro. Não depende de mim. Cara chato! O que será que aconteceu nessa rua??!?! Caramba... Transito escroto. O que é foda aqui é que só tem essa rua pra entrar... Nammm... De lascar. Aquela menina é muito linda... Como um babaca daqueles consegue? O babaca sou eu mesmo. Foda essas coisas... Acho que não chego em casa. Tou afim de abandonar o carro aqui. Bem perto de casa cara... Coisa chata! Ficar aturando isso. Poxa... quero chegar em casa... Agora eu tou ficando realmente puto. Droga. Por isso que tem stress no transito. Sunday Bloody Sunday... Esse cover tá muito massa! Póôô... Finalmente. AAQUI TAMBËM?!?!?! Que é isso companheiro? Esse filme é bom. Poxa... Esses alunos ainda ficam frescando aqui. Poxa... que aconteceu ali embaixo? Finalmente em casa. Também andar 2metros em 30minutos... Realmente só pode ter acontecido alguma coisa.

*Music non Stop: - The Beach Boys - Pet Sounds

Monday, November 26, 2007

Espelho


"80Kg"

Gostaria muito de pôr em linhas o que sinto... Mas simplesmente não consigo.
Talvez por vários motivos ou por motivo nenhum.
Sentimentos parecem não achar chão em mim... Oscilações que tentam me levar.
Para onde?
Talvez em caminhos nunca visitados antes ou talvez aquele mesmo lugar, uma vez, confortável.

Parece que entorto linhas. Algo que virou rotina.

Antes apontava o dedo para o culpado. Hoje aponto para o espelho.



*Obra: Interbeing - Alex Grey - www.alexgrey.com

*TooL - Lateralus = [The Patient, Schism, Parabol/Parabola] = MJK escreve muito bem.

Tuesday, November 13, 2007

Dia 13 de Novembro

"Hard Rock Café - Planet of the Apes"

Todos estavam atentos ao filme. Qual filme?!?! Ghost – Do outro lado da Vida, com os seguintes atores; Whoopi Goldberg... ahhhh Patrick e Demi vacilarão. Justamente na hora do contato entre Sam Wheat (Patrick) e Molly Jensen (Demi), justamente durante toda aquela fusão de emoções, provocada aquela forte ligação entre o casal, e bem no meio dessa interação está Oda Mãe Brown (Whoopi)... Quando de repente escuta-se um grito.feminino: - AAAAAAA!!!! Do imprevisto entram pelas portas e janels da casa macacos, macacos loucos, macacos com o “cão nos couro” mexendo em tudo e todos que assistiam ao filme inédito. O tio metido a humorístico da família gritou: - Macacos me mordam!!! Realmente os macacos estavam atendendo ao pedido do imbecil. O vovô há anos que não andava, de repente estava “giants steeps” como se estivesse “walking on tha moon”. A menina que está naquela fase de perguntar sobre tudo, saiu correndo agarrada a saia da mãe, ela estava enlouquecida com os dentes do macaco plantados em sua perna, gritava: - Por que mamãe??? Porque???. O interessante é que se via a perversidade no olhar dos macacos, era um olhar de: -HAHAHAHaaa.. Eu mordOOO!! O menino que passava o dia com a bola debaixo do braço dizia: - OIIIIIIIIIIÁÁÁÁÁ papai, OIIIIIIIIIIÁÁÁÁÁÁÁ!!. Todos estavam extremamente complicados, ora porque... Se os macacos do zoológico mandam ver em seu cabelo, imagine ser perseguido por macaco arruaceiro... Pode correr amigo, Pode correr. Afinal a cidade de Cabo Frio, como nenhuma outra cidade do mundo, está preparada para a invasão dos macacos.

Ingredientes:

-http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL179881-5602,00-ATAQUE+DE+MACACOS+DEIXA+MAIS+DE+FERIDOS+NA+INDIA.html

- Aniversário da cidade de Cabo Frio e da atriz Whoopi Goldberg

- Walking on the Moon do The Police

- Realismo Indiano


*Foto: Olha a fúria dos macacos.

*Coletanea do The Police.

Monday, November 12, 2007

Da Funk.


"My Nurse said: Easy, everything it's gonne be ok".

- Oh Deus! O que há com seu cabelo?!

- O que foi?!?! Me diz...

- Ahhh nada... acho que foi só o vento mesmo... Voltando ao que falava sobre a relação existente entre a mídia atual e a forma como os novos robôs estão sendo...

- O que houve com meu cabelo?!?! Diga logo... Que se dane os robôs!

- É eu sei, ontem eu escutei The Robots do Krafwerk só lembrei do seu cabelo...

- O que? Sempre achei que Joe Strombel fosse o melhor

- É mas Devo deve ser mais engraçado... Jocko Homo lembra?

- Muito engraçado... Rá Rá. =P

- Sim voltando... Talvez seja melhor comer antes e depois discutimos isso, não acha?

- Pode ser sim que sim, Pode ser que não.

- É talvez Secundino não fosse matar Major Quim, talvez tenha feito por causa de Guidinha.

- Acho que a carne de lá deve ser melhor...

- Por que?!

- Porque lá é uma Chopperia.

- E...?

- Em chopperias o número de frenquetadores masculinos é maior, ou seja, a qualidade da carne é grande, entendeu?!

- Sim, mas isso não tem nada haver. Se fosse por isso Andy Warhol não é um gênio... Porque se ele for, o que sou?

- É... Tristan Tzara estava certo.

- Acho ele um imbecil.


*Só queria isso.

*Daft Punk - Homework

Sunday, October 28, 2007

Only in Memories.

"I need to land sometimes... Feel your heartbeat right next to me..."


Memórias. É o nosso HD, é toda aquela pasta onde guardamos, quer queríamos ou não, os acontecimentos que mais nos marcaram, devido ao estado que nos encontramos naquele momento, tenha sido ele marcado pelo desaparecer da vergonha, ou pela chama de uma paixão.

Esse espaço vasto nos oferece os diversos casos vividos, as primeiras vezes, como o primeiro beijo, a primeira relação, na qual sentimos toda a complexidade da outra pessoa, ou o amor perdido, onde a frase que caminha por nossa cabeça é: “devia ter dado certo, mas...”, ou aquela vergonha na que tivemos no colégio, enfim todo tipo de situação, das quais lembramos com sorrisos e das quais lembramos com receio de que venha acontecer novamente.

Às vezes nos perguntamos o porquê de não apagarmos algumas memórias, mas isso não seria interessante, até porque estas nos constroem tanto quanto as boas e ótimas lembranças. Talvez a questão seja viva assim como as estações escritas aqui uma vez, aproveite a melhor e a antônima torça para atravessar o mais rápido possível.

Uma lagrima já marcou memória, Uma chama já deixou seu estrago, Um balde de água fria já testou minhas bases e Um caco de vidro já deixou cicatriz.

Memórias... Lembranças... Soam como um vasto campo composto por uma complexidade sem explicação.



*Image: V. Van Gogh - Wheatfield with Crows

*This text was writen when i was litenning King Crimson; Heartbeat, Matte Kudasai, Walking on Air and One Time.

Obrigado.

Friday, October 26, 2007

Créditar +.


"Afrouxa o bordão ae garoto!"

Hoje sim é um dia a ser lembrado por todos. Ora por que... Porque hoje é o dia de quem coloca notas musicais em nossos ouvidos, de quem manuseia um instrumento musical e dar prazer sonoro... Porque hoje é o Dia do Músico. Esses têm minha admiração, claro que os que sabem tocar, os outros... Podem aprender e chegar ao nível de quem sabe.

Sempre tive vontade de aprender a tocar música, de poder dar esse prazer a quem está ao meu redor, mas talvez pela minha preguiça, ou desinteresse inexplicável nunca fui atrás de aprender a tocar, mas ainda posso aprender. De qualquer maneira preciso de uma pessoa que saiba para aprender, ou seja, preciso de um músico que me ensine essa arte tão admirável, tão interessante, seja pelo lado mais pragmático, onde os músicos tem aquele ar mais clássico, empenhados no antes do show, quanto pelo lado mais expressivo, mais feeling da música que é o jazz.

Claro que entre a musica clássica e o jazz tem muito estilo de musica, incontáveis estilos, talvez seja por isso que há quem que existe 2 tipos de musica, a boa e a ruim. Qual a música boa e ruim? Para mim é uma já para você...

Sabemos que quem tem esse dom merece ser parabenizado. Melhor ainda sendo em uma sexta-feira. Parabéns moçada. Continuem truando esses alto-falante!


Metheny, Scofield, Medeski, Martin,Wood, Beck, Sting, Summers, Copeland, Gilmour, Wright, Manson, Waters, Meldal-Johnsen, Reznor, Plant, Page, Boham, Paul Jones, Belew, Fripp, Gunn, Levin, Paul, John, Ringo, George, Cobain, Page H, Barry, Benson, Charles, Franklin, A donna, Johns, Yorke, Greenwood, O'Brien(o gore e do radio), 3D, G, Mushroom, Treak or..., Sylvian, Marley, Keenan, Jones, Carey, Chancellor, Mozá, Beetho, Tchai, Chopa, Science, Nação, Jorge, Jackson(guitarra e pop), Presley, Berry, PE, Williams, Homme, Freese, Troy, Castillo, Fertita, Oliveri, Ghrol, Hanneman, Bjork, Bowie... É muita gente boa.


Valeu mesmo Galera!

Peço desculpas aos que não foram citados.


*Não me pergunte sobre a ordem. Obrigado.


Tuesday, October 23, 2007

Créditar.

"1... 2... 3... Happy Birthday to IT?!"

Seis anos atrás saía o anúncio de comercialização do iPod. Durante esse tempo o aparelho sofreu alterações no seu desing, lógico que pra melhor (por favor né), principalmente os iPod da última geração que vem com a tecnologia do perceptivel pixel (não vou estender esse assunto) que muda mais ainda a maneira de usar este aparelho.

Lembrando que o iPod é um dos maiores responsaveis pela revolução musica-download-ouvidos, onde o mundo das Gravadoras vem sendo abalado e ficando mais... acho que é fraco mesmo que tenho que usar aqui... Enfim mp3 player é a onda do momento e o "velho" CD não está sendo mais comprado.

Por isso que EU estou dando os créditos, agora as gravadoras com certeza não gostam dessa data.
De qualquer maneira parabenizo Tony Fadell, idealizador do iPod e Jonanthan Ive, responsavel pelas últimas alterações no aparelho, e lógico a Steve Jobs e a Apple por investirem na ídeia.


*ps: Pena não desfrutar de um.

**Maiores informações é só ir naquele site... W alguma coisa.

Sunday, October 21, 2007

Muito bom, muito bom mesmo.



Seu Jorge - 20 de Outubro de 2007

O que posso falar sobre esse show? Realmente esperava um show muito bom, mas a banda do Jorge fez um belíssimo show. Claro que o “dono” da banda tem talento também, senão não serie o que é. Durante show demonstrou que toca outros instrumentos (flauta e trompete) e a parte mais seca do show, onde Seu Jorge tocou 4 musicas só ele e o violão, entre elas duas do disco novo, São Gonça, na qual inseriu a avenida Santos Dummont e o nome da cidade na música (morando em Fortaleza você sabe como é... a Santos Dummont engarrafou e eu fiquei a pé) e tocando mais os corações cearense quando tocou “Canteiros” de Fagner.

No show Seu Jorge deu mais ênfase ao disco novo, América Brasil, este vem com um clima gostoso, um samba animado que contagia cada centímetro do corpo. Posso dizer isso porque foram poucos os minutos que não demonstrei minha habilidade rítmica. Afinal fiz bem essa cadeira. Enfim o show é gostoso, tem diversos momentos emocionais, com um começo mais agitado, dedicado a quem gosta de dança, depois um momento destinado aos casais, no qual tocou Fagner, e logo em seguida vem à volta ao samba rock, e o final tocando musicas como “Explode coração na maior felicidade...”, “Ai ai ai ai, em cima, embaixo, puxa e vai...” e outras canções para animar a volta para casa.

Um detalhe importante no show foi o discurso feito para o publico cearense, no qual falou das impressões de quem mora no sudeste e sul tem de quem mora no Ceará, onde se imagina que aqui só se tem um punhado de farinha com carne seca, onde a água é realmente pouca e quando se chega aqui é um “soco na cara” com foi ilustrado por ele. Enfim é interessante um artista como Seu Jorge tomar essa iniciativa de fazer uma turnê de ônibus, percorrendo 17 cidades, todas com a mesma formula, a intenção de passar 1 semana ou mais na cidade, andando e conhecendo a cidade.

No fim das contas tanto o público brasileiro quanto ele, saem ganhando nessa historia. O público assiste a um grande espetáculo e ele conhece um pouco de cada cidade que percorrerá.
*Capa do novo album do Seu Jorge - América Brasil, diga-se de passagem comprei um.
**Fui lento não levia a digital para uma foto no show. [Nada de Ala Fotolog]

Wednesday, October 03, 2007

"Cartas não escritas tem significado."


"Did I fall or was I pushed?"

Nunca tinha percebido que esta pagina era tão grande, tão espaçosa e branca de doer na vista. Parei para olhá-la e vi que além de ser grande parece interminável, cabendo dezenas, centenas, milhares de palavras, com tantos significados diferente, que em uma só poderia escrever sobre minha vida inteira e ainda caberia a do vizinho.

Para confirmar a capacidade de uma página, podemos ver que somente em uma conta-se acontecimentos importantes para a humanidade, como a morte do mais importante pontífice católico, como a queda daquele muro de idéias distintas, o encontro entre a morte e a princesa... Enfim, acontecimentos que jamais serão esquecidos.

Que pena que esta por um lado, ela possa ser bem utilizada, tão bem que merece ser exposta na boa lembrança, mas ao mesmo tempo, ela pode ser estragada, tão danificada que seria melhor nem joga-la no lixo de tão mal utilizada que foi.

Talvez esta página seja interminável por conta da falta que preenche a cabeça de quem escreveu esta. Talvez o sentimento presente mereça esse longo espaço em branco.


*Music; Thom Yorke - The Eraser


**Esse texto ficaria melhor em página mesmo de papel, o significado sairia melhor.
Espero que não haja confusão na compreensão. Qualquer coisa comente.

Obrigado.

Friday, September 07, 2007

Verve.


"The sun burned a hole in my roof
I can't seem to fix it
I hope the rain doesn't come"


Hoje decide não escrever, por uma serie de motivos relevantes a minha pessoa, conhecidos como sentimentos, mas que prefiro deixa-los na penumbra de minha contra-parte. Talvez na próxima postagem traga-os até a rede mundial de computadores. Hoje, dia 7 de Setembro, Independência do Brasil, preferi publicar o soneto de Padre Antônio Tomás.

Contraste

Quando partimos no verdor dos anos,
Da vida pela estrada florescente,
As esperanças vão conosco à frente,
E vão ficando atrás os desenganos.

Rindo e cantando, célebres, ufanos,
Vamos marchando descuidosamente
Eis que chega velhice, de repente,
Desfazendo ilusões, matando enganos

Então, nós enxergamos claramente
Como a existência é rápida e falaz,
E vemos que sucede, exatamente,

O contrario dos tempos de rapaz:
Os desenganos vão conosco à frente
E as esperanças vão ficando atrás!


Há mais o que dizer?! Bom demais.

*Quando li pela primeiras vez, senti que o chão ficou um tanto mais firme, não era porque está pisando na grama, mas sim porque este passou a mim o que não consigo dizer em palavras.


**Escrito e Postado: Beck - Guero, principalmente Missing

Sunday, September 02, 2007

Estações


Aproveite a que mais lhe agrada.


Costumamos agradecer o bom tempo, aquele mesmo das boas temperaturas, entre 27 e 31º Celsius, com o céu azulado, não totalmente limpo, com nuvens brancas espalhadas por ele, deixando-o mais apreciável, com aquela capacidade de tornar o passado mais presente através de nossas lembranças.

Quando estamos vivendo esse bom tempo ele costuma ser curto, logo alguém nos lembra que vai chover ou que esse tempo indica a chegada do forte calor... Qualquer comentário que seja feito pode tornar esse momento naqueles que deveríamos ter aproveitado mais, naquele momento que lembramos como “poderia ter sido melhor”. Esses momentos que costumamos agradecer por estar vivendo, acontecem poucas vezes na vida sempre desejamos que deveria ter sido mais longo, ou que esta estação deveria perdurar em nossas vidas.

O que não lembramos é que até a chegada deste momento tivemos tempestades, forte calor, dias extremamente nublados, dias de frio intenso, no qual saímos de casa tentando manter o calor do corpo, outros momentos querendo aproveitar a alta temperatura do verão... Enfim passamos por outras estações do ano das quais não apreciamos tanto, talvez seja por isso que o bom tempo é tão curto.

A verdade é que não sabemos quando o bom tempo virá, nem temos certeza se é este. Basta lembrar que somos passageiros de primeira viagem em qualquer viagem, o que nos resta fazer é... Você supostamente deve saber.



*Postado e Escrito escutando A perferct Circle - 13th Step
""Close my eyes just to look at you""
*Um das músicas deste album.
"Gravity"
Lost again
Broken and weary
Unable to find my way
Tail in hand
Dizzy and clearly unable to
Just let this go
I am surrendering to the gravity and the unknown
Catch me heal me lift me back up to the sun
I choose to live
I fell again Like a baby unable to stand on my own
Tail in hand
Dizzy and clearly unable to just let this go
High and surrendering to the gravity and the unknown
Catch me heal me lift me back up to the sun
I choose to live, I choose to live, I choose to live
Catch me heal me lift me back up to the sun
Help me survive the bottom
Calm these hands before they
Snare another pill and Drive another nail down another
Needy hole please release me
I am surrendering to the gravity and the unknown
Catch me heal me lift me back up to the sun
I choose to live, I choose to live

Sunday, August 26, 2007

Língua Portuguesa: Assim ou Assado, acaba sendo melhor sem Molho Inglês.



"- Fácil? É com acento ou sem acento?
- É cadeira e não assento.
- E tio do não?
- Ele disse que ia trazer sim."


Hoje dia 26 de agosto, exatamente treze dias depois da última postagem, não exatamente é claro, mas por volta de treze dias depois venho dando pitaco em algo que não domino... E depois do que aconteceu/acontecerá é que não vou dominar mesmo. É fácil acertar o que não domino a velha Língua Portuguesa, esta que é tão rica, com um vocabulário tão extenso, tão repleto de sinônimos e antônimos, mas isso não significa que seja uma língua fácil de aprender, pelo contrario, é uma língua verdadeiramente escrota = chata = difícil = fresca = linda.

Como assim? Se acompanhar a sua leitura verá que há uma contradiçãozinha ai em cima. Como algo pode ser belo e difícil? É justamente o que a faz ser bela. Entretanto não é o fato de ser bela ou não que vim escrevendo estas humildes palavras. O objetivo deste texto é o fato da Língua Portuguesa estar em processo de transformação, devido ao Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, que busca unificar o registro escrito dos oito paises que falam esta língua, em outras palavras é um bando de pessoas que tentam tornar o português mais uniforme, de maneira que uma pessoa possa ler um artigo, um documento, um livro teórico (acho que contos, romances, poemas, não entram nessa lista), tanto aqui no Brasil como São Tomé e Príncipe ou Timor Leste ou Portugal e entenda do mesmo jeito.

É um ato interessante, seria ótimo você ler um artigo de professor universitário português e entender como um artigo escrito aqui na UFC, mas isso é ousado, porque é uma atitude muito complicada, já que em cada país há as crenças, as culturas, as formações, as origens, enfim é uma serie de fatores que influenciam na maneira de escrever, e essa atitude as desrespeita.

Admito que não sei exatamente como são as mudanças, mas essas mudanças deviam ser debatidas em todas as universidades, quem sabe alguma opinião possa atravessar as fronteiras e chegar a um consenso.

Voltando a minha situação em relação à língua... Ficará mais difícil ainda, já que não vou saber quais mudanças acontecerão. Será que vão tirar os acentos agudos? Vai ser complicado.



*O título é apenas um problema de comunicação. Espero que seja resolvido.
**Fotografia: Quando fui bater a foto do Camelo pedi pra ele fazer cara de rockstar.
***Escrito e postado ao som de The Informatio e Odelay do Beck.
****Serviço; Plantão Gramatical é mantido pela Prefeitura de Fortaleza, que tira dúvidas de inglês e português. 3225 - 19 79

Monday, August 13, 2007

Self Ristory!



13 de Agosto


Hoje é o grande dia, o dia mais marcante de minha vida, o dia que pela primeira vez coloquei em meus pulmões, o dia do primeiro choro, do primeiro contato com meus pais... Não posso deixar de mencionar que foi o dia que recebi o primeiro tapa, afinal sem este, eu não terei desfrutado esses 22 anos primeiros anos de minha vida. Analisar estes anos? Hummmm... Será longo demais, acho que basta dizer que curti estes anos... Se poderia ter sido mais? É claro que podia, mas isso se questiona até porque qualquer momento da sua vida está sendo o primeiro dela, certo? Se não for isso, prove o contrario.

Sobre a data; É uma data não muito elogiada, afinal o numero 13 é meio duvidoso e o mês, agosto, dizem que o mês do desgosto. Cá entre nós, isso é conversa fiada, mas tudo bem. Antes de escrever as próximas linhas, quero deixar claro que não estou me gabando, é fato e ponto final. Eu nasci no mesmo dia de Fidel Castro, que neste momento deve estar um carnavalzão lá em Cuba, fogos, bolo e o caramba! E para quem gosta de cinema, eu nasci no mesmo dia que Alfred Hitchcock, basta né?

Quero agradecer a todas as pessoas que me mandaram uma mensagem positiva, um pensamento positivo, enfim que mandaram aquela positive vibration. Muito Obrigado.


*Hoje é o lançamento desta nova serie, Self Ristory, ela contará diversos acontecimentos de minha vida, lógico que abordando diversos assuntos. Peguei carona na data de meu nascimento. Aproveitem. Obrigado.

**Soundtrack: Ladytron - Witching Hour

***Obviamente não lembro o fotografo da minha foto. =]

Monday, August 06, 2007

Prometi; Segunda Parte


"How You Sell Soul to a Souless People Who Sold Their Soul???"

Public Enemy... “FIGHT THE POWER!” ou “JUST DON’T BELIVIE THE HYPE!”. Assista no minimo estes dois clips e voce terá uma ideia do que é o Public Enemy, ou simplesmente PE. Banda de Long Island, Nova York, é um grupo de hip hop conhecido pelas suas letras de temática política, pelas criticas à mídia e pelo ativismo nas causas da comunidade negra nos “States”, formada em 1982, faznedo o seu primeiro lançamento em 1987 com “Yo! Bum Rush the Show!”, desde lá fazendo mais 14 lançamentos, entre CDs ao vivo, uma trilha sonora para o filme He Got Game com Denzel Washington, uma coletânea e Cds de originais.

Os public enemy são Chuck D, Flame Flav, Professor Griff, Terminator X e Dj Lord. Todos com habilidades musicais, sendo na área da produção ou nos instrumentos.

Com certeza deveria conhecer mais essa banda... É o que estou fazendo no momento. Não vou entrar em detalhes, acho que vocês devem ter uma idéia do que fazemos quando temos a necessidade de conhecer novos horizontes... Compramos né?

Além desse cenário no qual o PE está inserido, devo lembrar-lhes que está banda estará tocando naquele Festival tão popular quanto o país sede do mesmo. Por isso que digo para bom basta. Lembrou? Não?! Então leia as postagens anteriores destinada ao mesmo assunto.
*Postado ao som de Ladytron - Witching Hour e 604, terceiro e primeiro, respectivamente.
**Erros da Língua; Por Favor me diga. Obrigado.

Wednesday, August 01, 2007

O que Prometi; Primeira Parte



Year Zero - NIN


Desde a postagem sobre o Festival Pop de Pequim prometi que falaria mais sobre o álbum Year Zero do NIN, pois bem, chegou o momento de maiores informações sobre tal obra. Lembrando que o que me levou a fazer o texto sobre o Festival de Pequim, foi justamente o fato da banda norte-americana Nine Inch Nails – NIN ir tocar no festival fazendo a divulgação deste álbum incrível.

Como é de praxe, devo nessas primeiras linhas falar um pouco sobre o que é Nine Inch Nails, seguindo meus conceitos não irei começar falando sobre o que significa o nome de tal banda. Levando em conta que nem mesmo o dono diz o que significa. O Dono? Como assim o dono? É o empresário que nem as bandas de forró? Não, mas existe um dono, que se chama Trent Reznor, ele é o fundador da banda e a principal força criativa do NIN, a banda foi formada na cidade de Cleveland, Ohio, EUA. Como o homem é o fundador, faz todas as músicas, quando digo todas são todas mesmo, sem exceção, e sendo um multi-instrumentalista, é o único membro fixo da banda. [Claro]. Ao todo o NIN tem 24 matérias lançados (entre DVD, CD, VHS e o caramba), mas desses lançamentos apenas 6 lançamentos de originais. Todo e qualquer lançamento feito pelo NIN é chamado de halo... se me perguntares o por que, não saberei responder.

No terceiro paragrafo chego ao assunto mais importante, que é o ultimo lançamento, ou melhor dizendo, o ultimo halo da banda de Cleveland. O halo_24 é o álbum Year Zero, tão falado no meio musical, não só por ser mais um álbum do NIN, mas sim pela rapidez de criação de With Teeth ou halo_19, para o novo CD. Normalmente quando essa velocidade de criação aparece, é sinal de que esse novo trabalho pode não ser algo tão criativo assim, já que o tempo de criação desse novo trabalho foi entre os shows da turnê mundial do halo_19, inclusive Brasil [Eu fui!]. Porém não foi o que aconteceu, talvez com a declaração de que encontrava-se em estúdio e que durante a turnê foram feitas diversas musicas, não se esperava um CD como este, em outras palavras, fora de série.

Year Zero é o nome deste CD, mas como explicar a contextualização das musicas contidas nele? Afinal as musicas que formam este album são peças em um grande quebra-cabeça, que é o mundo do Year Zero. Traduzindo year zero é ano zero, ou seja, o recomeço de tudo, onde tudo que existia veio ao chão e agora é hora de se levantar e construir o que virá. E o que virá? Nem o criador sabe. Tudo que aconteceu, que no caso da obra acontecerá, começando a partir dos anos seguintes até 2022, uma serie de conspirações e atos insanos, como é o caso 105º. Pelotão do Exercito Americano, que decide sair matando compatriotas que não são a favor do que vem acontecendo no país. E com todas essas transformações, tudo vai mudando e as pessoas não conseguem perceber o que está acontecendo, ficam sendo enganadas pela propaganda americana e quando a verdade... a verdade é difícil de ser encontrada, mas para isso basta ler as entre-linhas, ver as semelhanças encontradas nos fatos e acontecimentos envolvendo o governo. E no meio desse turbilhão, que pode ser derrubado através da arte e da vontade de por a boca no trombone, vai se criando as forças de resistências que lutam contra o que está acontecendo.

Nesse período caótico até a chegada do ano zero, é criado um mundo de acontecimentos, como blogs de pessoas que enlouqueceram durante esse período e hoje decidem apenas matar por matar, de chats entre artistas que fazem da arte um meio de jogar pedra no sistema, de policiais que no meio de uma confusão acabou matando inocente e não sabe falar se era inocente ou não, enfim a obra fala do caos que vivido no EUA.

Então devido as conspirações vividas nesse período, há sempre uma visão interessante; que é a de comparar o que aconteceu na historia do Year Zero com a situação chinesa, que vive debaixo de um sistema... Sabemos a situação chinesa. Volto a terminar uma postagem como a mesma linha de pensamento: é interessante ver os passos dados por esta nação que adentra cada vez mais nessa aldeia mundial.

*A imagem utilizada nesta postagem é a capa do CD.


**Deixo claro: Neste texto sobre o Year Zero fui extremamente superficial, então se deseja saber bem mais sobre a obra, recomendo o site http://www.ninwiki.com/, lá você encontrará todas informações sobre o álbum e se quiser sobre a banda.


***Como sempre a trilha sonora: Year Zero - Nine Inch Nals, ou seja, escutei o assunto.
****A Segunda Parte ficará por conta dos Public Enemy.

Saturday, July 28, 2007

E quebrou foi?


Campainha: (O)Que(m) anda(m) fazendo (com) elas hoje em dia?


Campainha. Pra que serve? É um sinal que chama sua atenção, alertando-o de que tem alguém lá fora, de sua casa, esperando ser atendida por você. Certo? Creio que sim, a maioria das campainhas tem essa finalidade, chamar atenção para algo. E o que acontece quando a campainha está quebrada? Diversas possibilidades irão surgir, ela pode ficar tocando diversas vezes, sem parar, fazendo reinar o enchimento de saco que é uma campainha descontrolada. Por outro lado, ela pode parar de funcionar e assim não exercer sua função. Como também pode ficar dando choque em pessoas que necessitam falar com você, e não podem, simplesmente por conta de uma campainha.

O que fazer então? Ficar alertar o tempo inteiro? Verificar de 10 em 10 minutos? Esperar alguém “binar” seu celular? Difícil. De qualquer maneira, todos os mecanismos que posso utilizar para remediar este problema irão falhar um dia... Será que eles estão falhando já? Será? E se estiverem falhando a mais tempo? Será que estou vivendo essa falha? Não, acredito que não... Lembre-se todo preto é realmente branco, se realmente acreditar. O que fazer então?

Será que devo deixar a porta aberta, para quem vir aqui em casa possa entrar sem pedir licença? Também não é assim, se deixei a porta aberta, eliminei a licença para entrar. Vale lembrar que moro no Brasil, um país que não é para principiantes, como dizia Tom... É... o Jobim mesmo. Afinal existe diversos tipos de brasileiros... Precisa dizer?

Voltando. O que devo fazer em relação a esse mecanismo? Não sei se está quebrado, não sei se alguém tentou tocar a campainha e ficou sem resposta, não sei se alguém atendeu por mim e disse algo que não queria dizer, não sei se estava dormindo.... Aaahhh... Tenho uma pergunta: Alguém veio aqui e não foi atendido? Dá pra dizer? Sei lá.

Quando estudava Biologia, aprendi que a Dor é um mecanismo de defesa do Corpo Humano. Ela alerta você de que não pode ficar usando a mão quebrada, ficar mexendo o dedo quebrado, ou forçar algum músculo que não pode ser forçado.
Então, o que aconteceu?
Realmente não sei o que aconteceu com este mecanismo, espero que seja apenas uma metáfora.

*Peço desculpas a quem esperou mais informações sobre o Year Zero do Nine Inch Nails e também sobre o Public Enemy. Prometo que a próxima postagem será sobre eles. Desculpas e Obrigado.

**Este texto foi inspirado por Kind Of Blue de Miles Davis. [Quanto talento para uma só pessoa.]

Monday, July 16, 2007

Festival Pop de Pequim.




"Beijing Pop Festival line-up confirmed."

Dia 9 de Setembro de 2007 acontecerá um evento muito interessante. É uma pena não ser aqui, mas se fosse aqui (Fortaleza – CE - Brasil), não seria tão interessante. O evento de qual estou falando é o Beijing Pop Festival, ou melhor Festival Pop de Pequim, capital da Republica Popular da China... Ahhh por isso o festival vem acompanhado do Pop, se a Republica é popular, por que então o festival não seria? Mas sabemos que não é bem por ai, temos o conhecimento de que esse Pop se refere ao mesmo Pop falado aqui no Brasil, na Rússia, na América... Opa! Se o pop do festival chinês tem o mesmo significado que o pop do resto do mundo, isso significa Globalização, Certo? O mundo todo sendo uma grande aldeia, onde há uma cultura mundial, onde podemos achar semelhanças na cultura pop daqui como no mais novo integrante da aldeia, a China.

Lógico que a China já vem pisando no solo desta aldeia, e podemos dizer que cada vez mais se sente à vontade nela. E o Festival é mais um passo na caminhada dentro desta aldeia, onde a caminhada chinesa ainda é curta, porém os passos ficam cada vez mais bonitos de serem vistos. Quem puder ter acesso ao especial da revista Veja sobre os novos habitantes dessa aldeia, terá conhecimento de como esses passos estão sendo dados. E o motivo desse especial é todo baseado em cima do megaevento que acontecerá lá, onde serão realizadas as Olimpíadas de 2008, tendo como sede a cidade Pequim.

[Voltando ao Festival.] O Pop se refere a qualquer ramificação da música popular americana, ou seja, é a música feita para a grande massa, feita para ser facilmente compreendida, tempo curto, normalmente uma bela imagem transmite o som da musica pop. A música pop surgiu nas décadas de 30 e 40, quando o Blues e a Country Music fundiram-se no Rock and Roll. Mais tarde foram surgindo os verdadeiros artistas pops, que eram Frank Sinatra, Dean Martin, Peggy Lee, e principalmente Fats Domino e Elvis Presley, esses surgindo na década de 50. Chegando aos anos 60 surgem os sucessos, como Burt Bacharach, aretha Franklin, Ray Charles, Stevie Wonder, Marvin Gaye, Bob Dylan, e quem sabe a primeira boy band; The Beatles. Se pegarmos todos esses artistas, veremos diferentes sons, derivados de diversos outros, o que resulta na variedade musical. Na década de 70 surgem os artistas influenciados pelo Disco, surgindo Bee Gees, Elton John, ABBA e diversos outros.

Essa década de 80 merece ser destacada, não por sua importancia, até porque sempre dizem que nos anos 80 surgiram as piores já feitas, eu discordo disso com força total. Adoro a musica oitentista, nasci no meio dessa década, o que significa um contato muito breve com a musica dessa época, mas depois de grande vi o quanto essa década foi “pancada”. Olha só... pra começar; Michael Jackson, tendo o álbum Thriller, o mais vendido de todos tempos (esse disco é muito bom, muito foda), com 104,5 milhões de copias vendidas. Por isso que Michael é considerado o “Rei do Pop”. E a considerada “Rainha do Pop” é a admirável Madonna, com os álbuns Like a Virgin, True Blue e Like a Prayer. Uma década onde surgem duas figuras como essas, não pode ter sido ruim. Sem mencionar os outros como Prince, Cyndi Lauper, Whitney Houston, Phil Collins, ABBA, The Police e diversos outros.

Os década de 90 e de 2000, foram marcadas pelas boy bands e girls groups, Take That, Spice Girls, Westlife, esses três sendo apresentados pelos inventores do futebol. Os americanos vieram com força total, Backstreet Boys, Hanson, N’Sync, e as cantoras Britney Spears, Cristina Aguilera, Jéssica Simpson e o caramba mais.

Mas você que quer argumentar contra pode dizer: “O headline do festival é o Nine Inch Nails, Marky Ramone, New York Dolls...”. Que interessante todos americanos. E ainda mais o Nine Inch Nails indo apresentar seu novo álbum Year Zero que tem toda uma historia de conspiração. [Próxima Postagem abordará este assunto].

Ainda mais considerando os patrocinadores do festival, que tem o apoio da Máster Card, RR Donnely, Dior e outros. É como falei ou escrevi, é mais um passo dado por esta nação, que é lindo de ser visto.

**Quem quiser visitar o site do festival, este é o endereço:http://www.beijingpopfestival.com/

***Feito e postado ao som de... Klaxons, Unkle, Radiohead, Nine Inch Nails, Saul Williams, Goose e Silverchair.

[****] Uma correção; No cartaz do festival há um o seguinte símbolo, PE /1987 - 2007/ 20 anos, que é o símbolo da banda de hip hop Public Enemy, conhecida pelas criticas politicas e a mídia americana. Natural de Long Island, New York. {mais informações proxima postagem}.

Friday, June 29, 2007

Entre os Colares do Rodrigo.


O que falta para Rodrigo Colares, blogueiro do Epizona? Não dar para se saber o que anda faltando em suas refeições. Agora é notável a ausência de inspiração do jovem. Fazendo o bom uso de metáforas, Rodrigo falou que se encontra com as asas quebradas... Ahm? Quer entender melhor? Leia uma parte da entrevista abaixo.

- O que aconteceu com seus sonhos?
- Acho que as asas deles estão quebradas.
- Quebradas?
- Isso.
- Quer dizer então que você, o homem que tinha tantas idéias na cabeça, hoje se depara sem planos? Sem almejar um futuro melhor para você? Enfim com as asas quebradas.
- Há uma diferença entre não ter sonhos e na almejar um futuro melhor. Ë claro que quero um futuro melhor para mim, queria isso para diversas pessoas que no momento considero que deveriam ter também. Por isso que digo que meus sonhos estão no chão. Antes eles tinham asas, podendo chegar mais longe, como se sabe as asas tem maior alcance do que as pernas.
- As asas é que fazem os sonhos irem longe?
- Claro. Qual a viagem mais rápida? Avião ou sobre rodas? Não dá para se comparar, afinal o avião vai de um continente a outro com facilidade. Já algo sobre rodas não tem a mesma.
- Entendo.
- Por isso que digo que minhas asas estão quebradas. Tenho encontrado grandes dificuldades de fazer algo criativo com meu blog. Estou chateado comigo mesmo.
- Quantos Ml de criatividade gostaria?
- Ml? Acho que neste caso melhor é pensar em gramas. Entendeu né? (risos)
- Claro Claro.
- Mas de qualquer maneira não seria largar escalas.
- Rodrigo, se você tiver que dar um recado a quem acompanha seu blog. Qual seria?
- Gente paciência. Se eu escrevia ruim, agora é que vou escrever ruim mesmo. Desculpa mas é verdade.
- E um recado pro mundo?
- Hummm... Essa é mais complicada. Mas diria pra saber o que está sendo feito com todos nós, das conseqüências, dos absurdos... Enfim mantenha-se informado.


Toda a entrevista aconteceu em sua casa, onde estávamos cercados de CDs, DVDs e Livros, de diversos assuntos, desde “Meu pé de Laranja Lima” a “Dentes de Galinha”. O assunto debatido? Infinito, inclusive sobre os quadrinhos do “Capitão Presença”. Toda a entrevista acontece ao som de Chemical Brothers, Bjork e Unkle. Ultimas aquisições do escritor.
**Quem é a pessoa da foto? O que ela tem haver com o Rodrigo?
Reportagem de Ana Paula Mercado para o Batraka Press.

Sunday, June 17, 2007

Conhecer.


-Eu não conheço ela, ela que me conhece.

- Sério?!?!?!?!?!?! Não Acredito!!!!!


Como sempre corremos para consultar nosso pai (pai dos burros), tentando saber o significado das palavras. Esta que é o pilar do meu texto é usada a toda instante, pessoas dizem a todo o momento que conhecem as outras que tem uma ligação com o conhecido, usam qualquer sinônimo relativo a este tipo de ação, o de conhecer o outro.

Então o que significa, segundo Luiz Antonio Sacconi (Minidicionátio Sacconi), a palavra Conhecer; Saber perfeitamente, no primeiro significado já torna estranho dizer que se conhece outra pessoa, talvez por isso exista o “conheço de vista”, já o segundo significado é de melhor uso, refere-se a reconhecer, distinguir; esse segundo é simples, você dizendo que conhece o outro você saber diferenciar ele/a de um desconhecido. Nas próximas definições complica a situação, já que uma diz ter relações sexuais com; não é bem por ai, pois conheço meus pais muito bem, moro com eles e não tenho relações sexuais com eles, isso se chama incesto... se bem algumas pessoas gostam, mas eu não. Vale dizer em relação a este significado, que algumas pessoas têm relações sexuais com outras e no dia seguinte não conseguem distinguir os parceiros de animais domésticos. O ser humano é um bicho estranho.

Sempre aperto nesta mesma tecla, as palavras tem significado, mas muitas vezes estas definições são transformadas, distorcidas, qualquer mau uso da palavra. Lembrando que estes sinônimos dados neste texto, são de um dicionário, imagine se formos realizar uma pesquisa mais aprofundada, como ir às raízes deste significado. Vai complicar bastante, até por que o ser humano é um bicho estranho.

Escrevo mais, não fiz questão nenhuma de fazer uma pesquisa externa, como perguntar aos meus semelhantes que acham da palavra conhecer, em que situações utilizam, se o significado da palavra é o que ele utiliza. Seria mais interessante essa pequena pesquisa.

Conselho? Cuidado quando for dizer que conhece alguém, porque o ser humano tem aquela qualidade e pode atribuir um dos quatro significados dados aqui, ou quem sabe, um bem pior ou melhor, depende do ponto de vista. (Lembre-se que era pra cobrar dizendo isso.)

Saturday, June 02, 2007

Ahhhhhh... Escreve sim!


O Fajuto... Obrigado pela Atenção.


Um dia desses, não muito daqueles, apenas desses ai como qualquer outro... Dá pra entender né? Porque esses são diferentes daqueles, não são os mesmo, é algo obvio de se pensar. Enfim estava em um dia desses em frente a televisão pensando... Nada especifico, apenas pensando na rotina; aulas, professores, trabalhos, monogamia e mais algumas futilidades, e nessa viagem interna tive uma espécie de insight ou uma conclusão, não consigo adjetivar o que tive nesse, mas vou tentar explicar aqui, afinal este blog é livre (é o que acho), ou seja, quem escreve não tem tanta expressividade com o que escreve aqui e quem lê não estar lendo nada demais. É um pouco da realidade.

O assunto principal desta soma de letras é o seguinte: Como reconhecer um mau escritor? É muito simples, basta ler este texto. Se você ler este texto estará lendo um mau escritor, é verdade, raciocine comigo; Não sou um bom leitor, leio pouco livro e os que leio são horríveis, acabo lendo mais revistas. Outra característica é que nunca tirei boas notas em Língua Portuguesa no colégio, era um aluno meio preguiçoso, em Redação diziam que não ia passar no vestibular, disseram que era péssimo em Redação, e eu era mesmo, tirei zero(0) no primeiro exercício do 3º. Ano do Ensino Médio. Olhai... Tá vendo né? E foi assim durante o ano inteiro, diversas notas baixas, era vergonhoso cara, ficava constrangido com minhas provas de Redação, também com todas aquelas anotações vermelhas na prova era de lascar. Um parêntese, por favor – ( Sempre me pergunto: Quando o aluno erra, o erro é destacado, fica parecendo que o professor gosta que o aluno erre, e quando o aluno acerta não vem nenhum anotação apenas a nota boa ou vem escrito = Muito Bem! Por que o professor não pode fazer o mesmo, ver as melhores passagens da redação, dar algum orientação, enfim realizar o seu trabalho. Pode fechar o parêntese. ) Obrigado.

Bem, o que quero dizer é que eu sei que não escrevo bem, reconheço isso, não estou lhe dizendo para não ler meu texto, afinal faço com carinho, penso em quem vai ler e fico esperando um comentário, nem que seja um palavrão, mas fico esperando. Devia era escrever mais Soap Opera, acho que sou menos ruim... OPA! Melhor né? Olhai... Eu falei.

Quem quiser me dar uma dica de Soap Opera fique a vontade.
Obrigado.


Postado ao som: Detroit, Exterminator, Kill all Hippies, Some Velvet Morning do Primal Scream.

Friday, May 25, 2007

Ventríloquo e o Respeito


Estava em casa assistindo a TV quando escuto um barulho de explosão, um barulho forte, como se fosse aquele último estouro do Rojão (o mais forte), logo em seguida falta energia. Como meu vocabulário não é muito limpo soltei aquele “PQP”. Fico decepcionado, todo mundo fica quando falta energia, você fica entediado com uma vela acessa esperando a energia voltar e na maioria das vezes demora a voltar.

Nessa espera você fica imaginando as possibilidades da falta de energia, se foi algum acidente, se foi um transformador que explodiu, se foi um acidente na estação de energia, se foi a Via Campesina que invadiu lá... É os dias de hoje estão complicados companheiro. Com tantas possibilidades você acaba ficando puto, este é o termo ideal.

O que vou fazer então? Vou ligar para a Campânia Elétrica do Estado e perguntar o que houve. Ligo e como toda empresa grande que usa o sistema eletrônico, aquele que diz assim: Se quer fazer uma reclamação aperte 1, se quer falar com um atendente (humano) aperte 2, se deseja verificar o preço da tarifa publica de iluminação aperte 3, se quiser continuar sendo feito de besta aperte o 4 e esta gravação continuará. Lógico que o número 4 não existe foi fruto da minha imaginação. Então aperto 2 para falar com um telefonista, depois de aperto vem uma musiquinha simples e rapidamente estou falando com o ser humano.

Assim que a atendente fala:
- Boa Noite. Atendimento.
Respondo o “boa noite” e descrevo minha situação.
- Boa Noite. Eu gostaria de fazer uma reclamação. Aqui na minha rua está faltando energia, queria saber qual o motivo e se vocês já têm conhecimento dessa falta. – neste momento me sinto um pouco mais cidadão, afinal estou servindo a comunidade. Quando estou pensando nisso a atendente fala.
- Claro Senhor, não somos burros! – isso me assusta afinal apenas perguntei sobre o acontecido e digo.
- Ok! Que bom então. E você sabe a previsão do tempo para solução do problema?
- Não sei não... O senhor, por favor, fique calmo, se não o senhor vai ouvir poucas e boas, Entendeu? Agora me de seu nome e seu endereço.
Fico sem ação depois dessa agressão, afinal estou pagando minha energia.
- Rodrigo Colares, Rua Guarujá 654.
- Obrigada Senhor, saiba que o senhor é um estúpido.
- Ei... Não vou tolerar este tipo de agressão, ainda mais levando em conta que meu tio é ventríloquo.
- E o que isso tem haver senhor?
- Nada minha filha... Só quero que me trate com respeito.


“O desrespeito é tão grande nos dias de hoje.”
Desafio da revista Piauí do mês de março.
PS: Alguém pode me emprestar R$ 7, 90? Assim posso comprar a revista e participar do desafio do próximo mês.
Foto: O ventríloquo americano Edgar Bergen e seu fantoche Charlie McCarthy.

Tuesday, May 22, 2007

Humano.


Fortaleza Bela na foto né?


Dona Maria estava em casa fazendo o jantar de seus filhos, João e Pedro, e de seu marido, Seu Francisco. Enquanto fazia o jantar Dona Maria pensava em quanto gostava de seus filhos e do jogueiro de seu marido, pensando no quanto é bom ter a companhia deles, apesar dos problemas que surgem, todos considerados como “coisa de família”.

Quando escuta a voz de Pedro gritando por ela, dizendo:
- Mãeeee.... Mãeeeee... Corre aqui!
Fica assustada com os gritos de seu filho e corre até eles, quando chega onde os meninos estão brincando ver João no chão chorando. Ela fica desesperada com a situação de seu filho e pergunta:
- Que aconteceu menino?! Que ein?! – João responde:
- Vinha correndo e tropecei mamãe... Meu braço ta doendo muito!
Neste momento Dona Maria pensa no que ela vai fazer, quando Se Francisco chega em casa de seu trabalho. Rapidamente sabe do acontecido por sua mulher e a única saída para o caso é levar a criança no hospital.

Sem automóvel em casa, decidem ir de bicicleta mesmo ao hospital. Em uma bicicleta vão João e seu pai, e na outra Dona Maria e Pedro, todos a caminho do hospital. Chegando lá vêem duas placas, em uma estava escrito “Emergência Adulto” e na outra “Emergência Infantil”. Como João tem 10 anos, sua família vai à direção desta ultima placa. Se aproximando da placa, percebem que há mais crianças na emergência infantil do que adultos na sua emergência. Procuram logo um médico ou uma enfermeira pra ver qual o problema do garoto, durante a procura eles ficam impressionados com a emergência infantil, muitas crianças doentes, virose, gripe, rubéola, febre, crianças desmaiando por causa do calor e nenhuma ventiladorzim pra aliviar, todo tipo de problema e não viam uma pessoa atendendo. Depois de uma espera aparece um enfermeiro e fala:
- Quem ta com virose? – algumas mães levantam a mão, depois outra pergunta.
- Quem ta com problema de osso? – só eles levantam a mão, neste momento ascende uma luz no fim do túnel, quando o enfermeiro responde:
- Espera ai que acho que o médico foi jantar, se der sorte ele atende vocês.

Ficam esperando mais um bom tempo, tendo a paciência testada, quando há neste momento uma soma de todos os problemas, os da escola que os professores não mais aula, os de sua mãe que não recebe os remédios, os da policia que complica mais do que protege, os de sua comunidade, como falta de esgoto, conta de água cara, conta de luz cara, os de seu marido que já foi assaltado mais de cinco vezes, os de sua patroa que trás o Ricardo pra dentro de casa e ameaça ela se contar ao patrão... Enfim um verdadeiro dossiê de problemas neste momento e vai subindo a raiva, a vontade de reclamar, mas ela sabe que uma amiga de uma amiga dela foi reclamar e acabou não sendo atendida, teve que ir para outro hospital para ser atendida.

Depois de 3 horas o médico chega do seu jantar e pôde atender ao seu filho.
"right where it belongs".

Thursday, May 10, 2007

Tudo vai dar em...


"Brasilerum Ridiculare"


Não consigo entender situaçòes como essas e tenho certeza que ninguém as entenderá. Situações completamente ridículas acontece entre nós, e mais uma vez isso não dará em nada, ninguém será preso, ninguém será punido, nada acontecerá. Para completar a situação grande parte da população não está nem ai para o que aconteceu, nem para o que acontece e nem para o que acontecerá.

Quem viu os jornais de hoje, tanto impressos como os televisivos, puderam conhecer o que aconteceu. Mas de qualquer maneira vou-lhes dizer o que aconteceu. Maria Luiza Bezerra de 53 anos, morreu por conta do corte de energia realizado pela empresa de energia cearense (Coelce). Depois de sofrer um AVC (Acidente Vascular Cerebral) há nove meses atrás, Maria necessitava de aparelhos para a sua sobrevivência e esses aparelhos necessitavam de energia. Ana Cristina da Silva, filha de Maria, não pôde pagar a conta de energia no valor de 204 reais, e por questões desconhecidas do raciocínio lógico e de bom senso, a empresa mandou dois funcionários cortarem a energia da casa. Lógico que os funcionários e a empresa de energia desconheciam que a casa que efetuou o pagamento era de Maria Luiza, mas devia saber, porquea família tinha enviado um Atestado Médico para empresa falando do estado de saúde da senhora, e na hora do corte esse documento sumiu da empresa. Como de praxe, “quem não paga não leva”, saíram da empresa funcionários para a realização do trabalho, o de cortar a energia, chegando lá a família apresentou o atestado que dizia que Maria Luiza necessitava de energia elétrica, o que foi ignorado. Daí a causa da morte da senhora.

Dá para entender isso? Repito: Não consigo entender e tenho certeza que ninguém entende. Para onde foi o bom senso? O que é 204 reais para a única empresa de energia que serve o estado? Uma situação dessas é ridícula.

O dinheiro é que fala. Infelizmente não existe outra, vemos situações como esta e diversas outras que acontecem a todo instante no país. Gente que mata por quantias miseráveis, de dois, de três ou de quatro reais mata-se o outro, a vida não está com o valor baixo. O que vale mesmo é ter dinheiro na mão, com isto você pode fazer o que bem entender. Pichar, Roubar, Matar, Trucidar, Bater em Policial, fazer o que bem entender.

Noticia do jornal Diário do Nordeste:

http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=431739

Outra:
O deputado federal Clodovil Hernandes eleito por 500 mil que se dizem eleitores, falou na cara da deputada Cida Diogo que ela não servia nem para ser prostituta, por conta de sua feiúra. Depois de outros merdas que esse senhor falou e fez, não deveria exercer cargo algum. Como uma pessoa pode dizer isso para outra?
“Ele é extremamente insensível, arrogante e que não tem respeito por nada”. Concordo plenamente com esta declaração da deputada Cida Diogo, com certeza pelo pouco que me conheço isso seria elogio perto do que diria a este.

Noticia do jornal Estadão:
ultimas/nacional/noticias/2007/mai/10/386.htm

Outra:
Com a aprovação do reajuste salarial de 28,6%, congressistas, presidente e ministros ficarão com melhor qualidade de vida. Como se já não existe isso. Afinal o gasto com estes senhores é um tanto alto, pois cada um recebe cotas de ajuda em passagem, combustível, verba assistencial e o salário. Juntando isso tudo dá uma quantia muito boa. Lógico que por mês. E há alguns políticos (generalizando) que acham esse aumento razoável, outros dizem que vão dar uma festa e tem outros que dizem que qualquer administrador de empresas ganha 10 mil reais por mês, com certeza este último deve ser grande idiota, ao pé da letra mesmo, aquele que não tem inteligência para conceber as coisas.


Isso tudo em um dia? Não é fácil viver no Brasil.

Sunday, May 06, 2007

A de número 41 vem em dobro.

Novamente

Deixe me mostrar o meu outro lado, aquele que muitas vezes fica no oblívio, na sombra de minha personalidade. Essa parte exige alguns goles de paciência de sua parte, e com certeza alguns da minha também. Como temos provado muito de nossas partes tolerantes, aquelas que mais colocamos em pratica social. Por que não deixarmos na penumbra essas partes tão usadas e por em uso um pouco de nossa sombra? Que tal deixarmos nossa chama entrar em prosa?

Devemos reconhecer que a adolescente incerteza entre nós, baniu qualquer outro pensamento comum, aumentando a luz em nossa tolerância e consequentemente aumentando a obscuridade. Sei da nossa ligação, sei que podemos reconstruir, sei que através de nos mesmos podemos concertar tudo que destruímos. Sei que podemos encaixar os pedaços de volta.

Vou colocar os 46 pra falar!

Cada vez mais sobe a vontade de não agradar. Você deve estar querendo saber o porquê dessa crescente vontade. Por causa da seguinte situação; muitas vezes quando agradamos, estamos querendo fazer algo pelos outros que estão a nossa volta, e isso nos faz ver quem deixamos para trás, ou seja, você mesmo se deixou para traz. Sei que agradei muito outras pessoas, e hoje vejo o quanto perdi por causa desses agrados. Por que tem que ser assim? Você tem de ser amado por conta que fez isso ou aquilo, ou porque faz. Por que as pessoas que estão ao nosso redor não podem amar você por quem você é? E ainda há mais, mesmo fazendo os agrados, ainda estamos sujeitos a critica e a certos desmerecimentos.

Em fim, isso me cansou bastante. Sinto cada vez mais um monstro crescendo dentro de mim, e com certeza vou solta-lo. Portanto vale dizer: A época mais feliz de nossa vida é aquela em que assumimos o que há de ruim em nos mesmo.


"All your dreams are over now and all your wings have fallen down."
*Trecho da música Dreams do CD Desperate Youth, BloodThirsty Babes do Tv On The Radio.

Thursday, May 03, 2007

Este leva o título do blog.


:Epizona:


Quando penso que sei tudo sobre você, você me surpreende. Não sei se isso é proposital, mas sempre consegue me surpreender. Você foi a única pessoa que conseguiu me levar para onde nunca tinha ido e como de sua pratica conseguiu me deixar neste vazio. Apostei em você, dividi momentos cheios de belos sentimentos que se tornaram dolorosos com o passar do tempo, não posso permitir que esses espaços fiquem preenchidos com sua imagem e meu velho sentimento, tenho que olhar para debaixo do meu nariz e ver quem merece o que te dei.

Talvez seja de mim machucar as pessoas que amo, talvez nossa equação tenha sido mal resolvida, talvez tenha faltado mais comunicação... Ahhh podemos arranjar tantos talvez, mas tantos que essa situação ficaria mais ridícula, seria bem melhor nos contentar com o apenas não deu. Ser simples em algo tão difícil. Tornamos-nos frios e silêncios, sem sentimento comum, o que deveria existir entre nos dois.

Lembro que estávamos juntos e que nada nos separaria, que o mundo podia partir em dois, que sempre estaríamos com as mãos segurando bem firme... Mas isso passou. Tudo parecia tão forte e tão duradouro, e isso foi se destruindo aos poucos. Lembro que escutava muito baixo, ela me avisava o que estava por vir... Não dei ouvido, reconheço que ela aumentava o volume de vez em quando, parecia preencher todo o ouvido e muitas vezes tomar de conta de toda minha percepção, não liguei, fui cabeça dura.

Devia ter dado ouvido a essa sirene, devíamos ter resolvido nossa equação, devíamos ter nos reconstruído... Devíamos ter feito tanto, mas...

O que podemos dizer?

*Imagem; Alex Grey - arte do álbum 10.000 Days do Tool.

Thursday, April 26, 2007

"Probleminhazinho"


Não pode chamá-lo de azarado. Longe disso.

Um cara entra em uma farmácia desesperadamente às três da madrugada de um domingo e pergunta:
- Amigo... Amigo... Você tem camisinha? – o atendente da farmácia, que não é um farmacêutico (vamos respeitar a profissão) diz:
- Calma... O que você deseja mesmo? Uma camisinha? – o cara extremamente apressado, como alguém que deseja comer seu prato quente e falta somente os talheres, se desesperada mais ainda e fala em volume deselegante.
- Meu chapa... Eu quero uma camisinha! Quero fazer sexo seguro! Por favor! Me deixe fazer! – o atendente olha para ele diz calmamente:
- Por favor senhor, mantenha a calma! Ninguém quer sair ferido. Você quer preservativo para atividade sexual? – o desesperado com grande razão responde:
- Sim... Por favor me diga logo aonde está!
- Bem ali, na última prateleira logo em cima você verá os preservativos.
O cliente vai andando bem rápido querendo logo pegar essa camisinha e ir atender suas necessidades com sua amada, enquanto se dirige a ultima prateleira ele pensa: “Que tipo de pessoa faz isso? Meu Deus o mundo tá louco mesmo!”. Quando chega na prateleira, que mais parece o ingresso no paraíso ele percebe um grande detalhe; não há mais camisinha. Ele passa a mão nos olhos, decepcionado com a farmácia, pois em sua opinião não devia faltar este produto nela, então ele se dirige ao atendente e diz:
- Amigo não há mais camisinha lá! – o atendente levanta a cabeça e responde:
- Isso não é problema meu!
O indignado cliente sai da farmácia “fumando numa kenga” e pensa aonde ele pode achar preservativo. Ele pensa... Pensa... Pensa... Pensa... E não vem nada em sua cabeça. Quando seu celular toca no volume mais alto, ele toma um susto e atende assustado, pois sua amada poderia ter desistido por conta da espera.
- Alo? Alo? Glória?
- Que Glória o que menino? É sua mãe... Onde você está ein? E quem é Glória?
Ele afasta o celular de sua boca e diz um belíssimo “PQP!”.
- Mãe... eu chego só amanha, ainda vou sair com o pessoal viu?
- Sim... E quem é Glória? Sua namorada é? Nem conta para sua mãe... Que consideração... Muito obrigada por lembrar que eu existo e me conta que você ta namorando. Nammmm... Quando você ficou assim ein menino?
O jovem ainda com alguns Ml de paciência responde:
- Não exagera mãe, amanha cedo estou ai e conversamos sobre ta? Tiau!
Sua mãe desliga na hora do “tiau”, e ele lembra de sua atual situação. Começa a ficar desesperado, pois ele precisa do talher (quinta linha). Quando passa um vendedor de pipoca e ele pensa: “Poxa, esse cara deve saber. Ele anda isso tudo aqui!”. Vai correndo até o pipoqueiro e fala:
- Ô amigo... Desculpa lhe interromper. – neste momento o pipoqueiro sem ter vendido o que queria, encontra-se mal humorado. Em outras palavras; Está difícil.
- Você sabe aonde posso encontrar camisinha agora? – o pipoqueiro responde:
- Ali ó... – apontando para a farmácia.
- Não... Lá acabou! Será que arranjou outro lugar que venda?
- Não... Talvez se... – o pipoqueiro olha para ele, analisa bem o cara.
- Talvez se o que? Diga logo meu amigo, estou desesperado... Pelo Amor de Deus!
O pipoqueiro pede calma para o rapaz e dá a seguinte proposta:
- Eu posso dizer aonde você consegue uma camisinha, mas como para tudo há um preço. Você sabe né? – o jovem desesperado pede para o pipoqueiro dizer a proposta.
- Colega, de duas uma. Você pode comprar todas as pipocas que estão aqui nesse carro, ou você pode me deixar brincar com seu bumbum. Que tal?
- NADA DISSO! Você tá louco mermão? – o pipoqueiro ri da cara do rapaz.
- Desculpa cara, é que você é bem bonitim... Não resisti.
- Pensei que você tava falando sério cara...
- E estou... primeira ou segunda opção? Eu acho que a primeira é melhor, pois não conseguiria deitar na mesma cama que minha mulher depois de... Difícil...
O desesperado tem o mesmo raciocínio do pipoqueiro e então pergunta:
- Quanto quer pelo carro? – Depois da pergunta o pipoqueiro dá uma cocadinha na cabeça, faz o penteado do cavanhaque, e responde:
- Pra você eu faço por 75! E ai? Que tal?
O jovem louco para adquirir a camisinha e concretizar o fato com seu amor, fica pensando, pois gastar 75 reais em uma camisinha é muito dinheiro, quando...
- O garoto... Não quero interromper ninguem, mas sua gata deve ser linda, imagina ai... Você e ela abraçadinhos... Naquele calor do amor... Eita! Eu não perderia por nada, e mais... O que 75 reais para você?
Neste momento a tentação aumenta absurdamente, como o Ibope da Rede Globo na final da Copa. E o cara pensa em todos os momentos com sua namorada, pensa no quanto ele ama ela, no quanto ele quer ter esse momento com ela... Então ele toma a decisão.
- Eu quero... Me dê logo! Por favor!
Ele compra a camisinha do pipoqueiro e sai correndo ao encontro com seu amor, vai correndo o mais rápido que pode, passando de rua em rua, até o prédio de sua namorada, fala com o porteiro, sobe até o quadragésimo quarto andar, abre a porta do apartamento... Ao abrir ele se sente mais feliz do que o ganhador da Sena. Quando ele abre a porta do quarto... Sua namorada, a coisa mais linda que ele já viu... Está dormindo... Roncando não, mas ressonando tranquilamente.


Por isso que se diz o que se diz. Então... Cuidado.

Sunday, April 22, 2007

Dinheiro Lavado


Um caminho Simples


Eu uso dinheiro lavado. Um “O quê?!” bem surpreso deve ser a sua pergunta. Até porque eu, Rodrigo Colares, usar dinheiro lavado e está endividado. Com certeza essa não é uma característica de quem usa este tipo de dinheiro, é uma característica de quem não tem dinheiro, seja ele lavado ou sujo. Olha que interessante; o dinheiro lavado é ruim e o dinheiro sujo também. Por quê? É simples, as pessoas usam algum tipo de sistema, de negocio para poder lavar o dinheiro, e assim ludibriar a lei, ou seja, um dá origem ao outro.

Então por que disse que usava dinheiro lavado? Tornei-me corrupto? Mas de que? Não sou nenhuma pessoa importante ou com influencia na sociedade para me tornar corrupto. E agora? Já sei! Comecei a fazer parte da máfia dos bingos. Que bingo o que?! Nem jogar eu sei e quando jogo ainda tenho azar. Talvez tenha ido para o lado do crime, devo ter ganhado uma grana em um negocio fora da lei, como contrabandear cigarros do Paraguai, e agora estou trabalhando em um Supermercado para lavar meu dinheiro sujo. Paraguai? Não. Primeiro cigarro é um negocio escroto e segundo eu ir até o Paraguai para trazer cigarro. Que conversa é essa?!

Será que estava andando pela Praça do Ferreira e lá encontrei uma maleta com milhões de dólares? Claro que não. Uma maleta com dinheiro ser achada assim na Praça do Ferreira? Dinheiro perdido e Praça combinam tanto como Fome e Comida. E mais eu na Praça do Ferreira? Só se for pra fazer as fotos de Fotojornalismo, que farei amanhã. Esqueça essa.

Não quero saber mais de respostas para hipóteses ridículas, quero saber de onde vem o seu dinheiro lavado. É muito simples. Esse dinheiro apareceu do nada no bolso da minha calça. Estranho não é? Tanto como não é verdade. Falando sério; Um anjo chegou para mim, fez o discurso do filho pródigo e me deu uma carteira da Pena com noventa reais. Foi simples assim, sem ferir a lei.

A verdade é que falamos algo e somos mal interpretados, quando na verdade o significado está na simplicidade das palavras. Esse dinheiro lavado foi só porque esqueci cinqüenta e cinco reais no meu bolso e o dinheiro foi lavado na maquina, quando peguei o dinheiro ele estava cheirando a Omo Multiação e a Omo Confort. Simplicidade que se torna besteira. Por isso que aumentando um pouquinho mais a abrangência desse fato eu pergunto: Para onde foi a simplicidade?
Quem estava chegando? Alqui... o quê?

Tuesday, April 17, 2007

Do dia 12 a 15 de abril



O velho e bom Hard Rock me "leva" à São Paulo

Como de costume, bandas que tenho grande admiração não comparecem na região nordeste, vem mais para o eixo Rio - São Paulo, então o que me resta a fazer? Ir pra lá claro, afinal não posso perder a chance de ver meus ídolos. Baseado nesta situação e na minha vontade, “me taco” para São Paulo para ver essas duas bandas que cresci escutando, sendo uma formada da fusão de outras duas, o Velvet Revolver que reúne músicos do Guns N’ Roses (GNR) e do Stone Temple Pilots (STP), e a outra mais clássica, o Aerosmith. Então pegando as promoções das companhias aéreas, comprei a passagem bem antes dos shows, garantido logo minha ida, já que não posso gastar muito. E devido a uma grande amizade (Diego On The Water) em São Paulo pude adquirir o ingresso no mesmo período das passagens sem maiores complicações.

Depois da compra da passagem, nos brasileiros ficamos apreensivos, pois nunca se sabe o que pode acontecer nesses tempos de apagão aéreo. De repente posso perder o vôo e adeus a imagem dos ídolos ao vivo. Mas graças às figuras que comanda este país, deu tudo certinho, pude partir no horário marcado.

Chegando a São Paulo as cinco da matina com o dia inteiro pela frente, com tempo disponível até o Domingo, fui aproveitar a cidade, dar uma voltar por ela, relembrar a admiração que tenho por essa cidade, pois sempre vim à cidade e sempre admirei a maneira como funciona e todas as outras qualidades, lógico que há também os contras, mas nada que afete a minha admiração por ela. Fui à Galeria do Rock, na Teodoro Sampaio, ver belíssimos instrumentos musicas lá, fui à Bolsa de Valores de São Paulo (BOVESPA), que hoje virou museu devido à tecnologia que tornou desnecessária aquela loucura que víamos nos Telejornais, gente gritando, comprando ações no tapa, gente caindo, de todo tipo e isso tudo foi trocado por uma Rede, a Intranet, permitindo que essas compras sejam feitas no silêncio e sem agressões físicas, tudo através do computador. Fui ao Museu de Arte de São Paulo (MASP), mas infelizmente acabei ficando de fora, filas enormes causando demora na entrada, afinal estávamos falando da exposição de Goya, Cézanne e Manet, acho que esses três falam melhor da lotação do que eu. Dei uma voltinha no bairro japonês, Liberdade, lembrando da seguinte canção: “Isso aqui ó ó... É um pouquinho de Brasil yá yá...”. Não sei bem porque lembrei, deve ter sido por conta de ser cearense, com raízes muito profundas portuguesas, andar em um bairro extremamente japonês, em uma cidade colonizada por italianos e isso me fez lembrar da mistura pirotécnica da raça brasileira.

Falei bastante das minhas voltas pela cidade, mas não falei do principal, os shows que levaram até ela.

Dia 12 de abril de 2007 por volta das 21 horas sobe ao palco Velvet Revolver, formada por Scott Weiland (ex-STP) nos vocais, Duff Mckagan (ex-GNR) no baixo, nas guitarras Slash, que dispensa apresentações, Dave Kushner fazendo a guitarra base, na bateria Matt Sorum (ex-GNR). Os integrantes fazem um show rock, mostrando que o velho e bom o rock está presente neste século repleto de tecnologia musical, com solos da velha Lês Paul Gibson de Slash, que marcou uma época. A banda mostrou musicas novas, que devem estar presente no novo trabalho da banda, o álbum Libertad, com lançamento oficial para o dia 14 de maio, musicas do primeiro álbum da banda como “Set Me Free”, “Fall To Pieces”, “Sucker Train Blues” e “Slither”, esta ultima cantada junto com o público, e além destas foram tocadas dois clássicos do Guns N’ Roses, “It’s so easy” e “Mr.Brownstone, e duas do Stone Temple Pilots, “Crackerman” e “Sex Type Thing”. Com estes clássicos e com as musicas novas, Velvet Revolver deixou o velho Guns para trás, já que o vocalista melhor, escreve melhor e com uma postura “Mickjaggeriana”, bem semelhante na aparência física e na presença de palco. E ainda mais com Slash na guitarra, Duff no baixo, mostrando toda sua atitude “rocker”, Sorum na bateria, e um pouco do guitarrista Kushner, que não é uma figura tão importante para o Velvet Revolver, a banda se completa e mostra Rock.

Finalmente, depois de uma longa espera, o Aerosmith sobe ao palco, não me recordo o horário dos primeiros acordes, mas lembro bem da energia dos cinco integrantes da banda, que com quase 40 anos de estrada, desfilando no instável revelo do sucesso, como todo artista. O Aerosmith não deu espaços para novidades, tocou seus clássicos que como vi no show, não são poucos. Músicas como “Love In The Elevator”, “Toys in Attic”, “Dude Like a Lady”, “Falling in Love is so hard on the Knees”, “Crying”, “Dream On”, e o grande hit “I don’t Want to Miss a Thing”, e o bis do show “Walk This Way”… Enfim duas linhas de músicas classicas desta banda incrivel. Admito que antes do show do Aerosmith, estava achando que ia ficar boiando, perdido nas musicas, mas quando o show começou foi totalmente diferente, curti demais o show e curti mais ainda os integrantes da banda, Steven Tyler e Joe Perry estão em forma, se um médico quiser examiná-los é só assistir o show dos rapazes, pois com aquela energia, eu me senti velho. Claro que Joey Kramer, Tons Hamilton e Brad Whitford expandem energia, mas não como a dupla, que desperta os mais belos gritos do show.

Enfim dois shows incríveis, por tudo, pela emoção, pela viagem a outra cidade, pela amizade, por diversos motivos uma viagem assim vale a pena, já que quando a dor de cabeça vier é só lembrar, com certeza pagarei com mais felicidade. E quem puder ir... vá!


Ahhh se eu fosse um Rock Star!

Tuesday, April 10, 2007

ABS*


Perguntamos-nos:
1. O que vou ser da vida?
2. O que vai ser da humanidade?
3. Para onde vamos?
4. De onde viemos?


São quatros perguntas dificílimas. Um ser humano não era para responder perguntas assim do nada, nem tentar, porque vai ser semelhante colocar um jumento em sala de aula. Se bem que isso já existe, e como existe. De qualquer maneira, são perguntas completamente fora de contexto, especialmente hoje.

A primeira pergunta para um brasileiro é um crime. A não ser que seja feita para um filho de um bilionário ou alguém que ganhe dinheiro até dando língua para lua. Mas imagina essa pergunta sendo feita para metade dos brasileiros. Claro que este irá responder, irresponsavelmente, mas irá responder com toda certeza. Seria interessante fazer um documentário que fizesse o seguinte: Que a cada cinco anos fizesse essa pergunta para um brasileiro, só até os quarenta ou cinqüenta anos, além disso, seria maldade já. E no final desse meio século de vida brasileira, fazer uma comparação das perguntas, analisá-las, contextualizar cada pergunta a cada momento da vida do brasileiro e também no Brasil da época. (Merece mais conteúdo). Essa pergunta se torna mais complicada, ainda mais para a grande parte da população brasileira, que irá sofrer demais para conquistar seu espaço no seu empreguinho, isso é se conseguir, na maioria dos casos é um grande NÃO no rosto. (Merece um texto).

A segunda pergunta é uma piada. Vou falar bem rápido. Assunto em alta = Aquecimento global. Precisa mais? (Merece um texto)

Essa terceira é interessante, porque ela é dependente da segunda, mas isso não significada que ela ficará sem resposta. Afinal com toda essa onda de ajeitar o mundo, de tentar por em ordem, de melhorar as condições, de fazer menos gasto com publicidade e mais com ações globais, e com toda a transformação do entretenimento, séries como Lost que necessitam da internet para melhor entendimento, Cds que cada vez mais perdem o valor no mercado (merece um texto), celulares que falam por você, pessoas que fazem a Gioconda no Pente = Paint, enfim diversas transformações acontecendo. No mínimo você pode dizer que será um lugar extremamente original que estamos indo.

A quarta? Do céu? Da terra? Mar? Das cavernas? Dos macacos? Do homem de cró-magnon? Do neandhertal? Do Criador? Viemos de outro planeta? De um cometa? Afinal de onde eu vim? Porra... Eu vim do cruzamento entre genes de mamãe e genes do papai. Só? Claro que não. Minha mãe veio do cruzamento genético do meu avô e da minha avó. E o papai? Da mesma maneira. Só que de outros dois seres humanos e tanto meus avós paternos quanto maternos vieram de outros cruzamentos, e todos dessa espécie. E o primeiro casal? Adão e Eva? Acho que não... De qualquer maneira, você já tentou ver suas costas olhando de frente para o espelho? Difícil do mesmo jeito.

Como disse o poeta; Se Warhol era um gênio o que sou eu?

Quem estiver interessado na Gioconda feita no Paint...




Trilha Sonora do Texto: Red e VROOOM do King Crimson.

Imagem: Capa do Primeiro Album do King Crimson, In The Court Of Crimson King. Essa capa é na verdade um quadro, que se chama; 21st Century Schizoid Man


Obrigado.